• The EPI Foundation

Ulysse Sinagabé Korogone

Temos o prazer de apresentar o Amigo do Mês da República do Benin, que possui a maior população de elefantes remanescente da África Ocidental. Ulysse Sinagabé Korogone é o ponto focal da EPI junto ao Ministério do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável do Benin.

Ulysse no norte da República do Benin

Esteve em contacto com a natureza enquanto crescia?

Nasci em Porto-Novo, capital política do Benin, mas cresci no Norte, numa zona rica em flora e fauna. Meu falecido pai, Korogoné Yérima, era muito apaixonado pela natureza e nos levava para passarmos as férias no vilarejo de Banikoara, na orla do Parque Nacional W.


Quando decidiu tornar-se um conservacionista?

No meu primeiro ano na Faculdade de Agronomia, fizemos uma viagem de campo ao Parque Nacional W, onde fiquei impressionado com o entusiasmo e o bom trabalho realizado por aqueles que tentam proteger o parque. Decidi naquele dia tornar-me um conservacionista.




Quantos elefantes acredita estarem a sobreviver na República do Benin?

Estimamos que a população de elefantes no Benin seja em torno de 1.500.


Infelizmente, sabemos que tem havido muitos problemas de segurança nos países vizinhos aos Parques Nacionais Pendjari e W. Que impacto isso teve na conservação do Benin?

A segurança nos países vizinhos é uma grande preocupação. Nossa nova política nacional de conservação enfatiza a necessidade de fortalecer a segurança dentro e ao redor das áreas protegidas. As nossas forças de combate à caça furtiva e ONGs de apoio estão comprometidas. Mas tem havido um aumento da caça furtiva e do tráfico em certas áreas de alto risco.


Qual é a maior ameaça aos elefantes do Benin? Caça furtiva ou perda de habitat?

A perda de habitat leva a inúmeros conflitos entre humanos e elefantes, que resultam na destruição de propriedades e na perda de vidas, tornando as pessoas hostis a esses animais. Mas a caça ilegal também é uma ameaça séria.


Está optimista de que as futuras gerações em Benin poderão contemplar os elefantes na selva?

Nosso governo está comprometido e a trabalhar junto com parceiros, por isso estou convencido de que os elefantes têm um bom futuro no Benin. Vamos trabalhar incansavelmente para conseguir isso.