• The EPI Foundation

Andy Dunn

O nosso Amigo do Mês de Novembro é um parceiro importante na Nigéria - Andy Dunn, Director Nacional da WCS.


É um Inglês que viveu grande parte da sua vida na Nigéria, a trabalhar em conservação. Onde é que se sente em casa? Essa é uma pergunta difícil de responder. Embora eu more na Nigéria, as minhas duas filhas preciosas agora vivem no Reino Unido e, portanto, geralmente considero a Inglaterra o meu lar. Mas passei mais da metade da minha vida em África e, depois de algumas semanas na Inglaterra, sinto falta da Nigéria. Tenho orgulho de ser chamado de Nigeriano.


Deve ter viajado por toda a Nigéria. Quais considera ser os maiores tesouros naturais?  O seu povo! Mas meus locais favoritos são a Reserva de Caça Yankari, o Parque Nacional Gashaka Gumti e o Planalto Obudu.


Acha que os jovens Nigerianos estão mais abertos à mensagem da conservação do que, digamos, há 20 anos atrás?  Definitivamente. Houve uma mudança drástica de opinião na Nigéria nos últimos 10 anos e as pessoas agora são mais favoráveis à conservação e ao meio ambiente, embora os níveis de pobreza continuem altos e o desemprego seja um grande problema. Essa mudança foi motivada por jovens que estão na luta contra as mudanças climáticas e a poluição causada pelo plástico. Assistir ao compromisso deles, deixa-me empolgado com o futuro.


Os elefantes da Nigéria resumem-se a umas poucas centenas. É realista pensar que podem ser conservados? Eu acho que é uma ideia abominável imaginar a Nigéria sem elefantes. Estou convencido de que, se fortalecermos a gestão e financiamento de locais como a Reserva de Caça Yankari e o Parque Nacional Cross River, os elefantes podem ser salvos na Nigéria. Vimos elefantes regressando ao Estado de Kebbi vindos do Benim recentemente e, em vez de serem mortos, foram recebidos pelas comunidades locais. Precisamos de um plano para identificar actividades prioritárias para salvar elefantes e estou ansioso para trabalhar com o Ministério do Ambiente e a EPI, no sentido de elaborar um Plano Nacional de Acção para Elefantes na Nigéria.


Acabar com o comércio da carne de animais selvagens ou acabar com o comércio do marfim: qual é que considera que tem uma importância mais crítica? Acabar com o comércio de marfim é a prioridade; o comércio interno de marfim e o comércio de marfim originário de outros países como Camarões, Congo e Gabão, para os quais a Nigéria, infelizmente, se tornou um centro regional. A carne de animais selvagens permanece muito popular na Nigéria, mas consiste sobretudo de espécies pequenas, como porcos-espinhos e cortadores de grama. Portanto, acabar com o comércio de carne de animais selvagens seria impopular e impraticável, mas precisamos fazer cumprir leis que proíbem o comércio de espécies ameaçadas, como primatas e pangolins.

Connect with the EPI

  • Facebook - White Circle
  • Twitter - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - White Circle

Subscribe to the EPI Newsletter

The EPI is an inter-governmental initiative supported by the Elephant Protection Initiative Foundation, by acting as its secretariat. The EPI Foundation is financially supported by two leading conservation charities, Stop Ivory & Conservation International.
EPI Foundation: UK Registered Charity No. 1182805. UK Registered Company No. 11594608. 22 Upper Ground, London SE1 9PD. Stop Ivory: UK Registered Charity No. 1152332. UK Registered Company No. 8360909. 22 Upper Ground, London SE1 9PD. Stop Ivory Inc: US registered non-profit organization, tax exempt under Section 501(c)(3) of the US Internal Revenue Code, No. 81-2283286. Conservation International: Registered as a 501(c)(3) organisation, No. 52-1497470. 2011 Crystal Drive, Suite 500, Arlington, VA 22202

© 2019 by Elephant Protection Initiative.